Skip links

262 cidades foram reconhecidas com medalhas do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia na região da América Latina

A estratificação dos dados reportados pelos governos locais na plataforma de relatórios CDP-ICLEI Track, e validados institucionalmente, indica que 104 municípios receberam reconhecimento por seus avanços na mitigação das emissões de gases de efeito estufa e 35 avançaram na adaptação às mudanças climáticas. O reconhecimento de Conformidade Total foi concedido a 12 municípios, por terem cumprido todas as etapas nas áreas de mitigação e adaptação, concluindo seu Plano de Ação Climática.

“Estamos muito felizes e motivados com o progresso dos governos locais da América Latina, que priorizaram claramente o combate às mudanças climáticas. As mais de 100 medalhas concedidas na região são um testemunho de ações climáticas inovadoras e fundamentais para enfrentar a crise planetária, marcada tanto pela crise climática, quanto pela crise ecológica e perda de biodiversidade”, disse Jordan Harris, coordenador do Pacto Prefeitos Globais pelo Clima e a Energia nas Américas. “As cidades são líderes na condução da agenda climática e de sustentabilidade e, com o apoio da União Europeia, o GCoM continuará apoiando prefeitos comprometidos em toda a região”, acrescentou.

O Pacto reconhece que esse resultado também é fruto da mobilização e apoio direto dos Coordenadores Nacionais e das Redes de Cidades que apoiam a iniciativa. “Os coordenadores nacionais têm um papel fundamental na implementação e consolidação do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia na América Latina. Seu apoio é extremamente importante para que os governos locais comprometidos continuem avançando para cumprir suas metas e fortalecer as capacidades locais para agir diante dos múltiplos desafios e ameaças das mudanças climáticas”, destacou Harris.

Stephanie Horel, responsável pelo programa da União Européia, destacou a importância da participação das cidades latino-americanas na luta contra as mudanças climáticas e as parabenizou pelo progresso. Ela ressaltou que “há um número muito importante de cidades que ganharam reconhecimento internacional dentro desta aliança. Isso significa um trabalho muito importante e muito árduo das equipes dos municípios”. Horel também fez um agradecimento especial aos coordenadores nacionais pelo trabalho incansável que foi feito para apoiar os municípios que conquistaram o reconhecimento. “Continuamos a trabalhar juntos” – concluiu.

A região da América Latina é fundamental na luta climática. É uma das regiões mais urbanizadas do mundo, com aproximadamente 650 milhões de habitantes, representando 8,38% da população mundial. Atualmente, a região conta com mais de 539 cidades signatárias, beneficiando mais de 183 milhões de pessoas, cerca de 28% da população da região. O impacto potencial, tanto na redução dos gases de efeito estufa quanto na capacidade de adaptação às mudanças climáticas, é enorme.

 

O Sistema de Medalhas do Pacto

As medalhas simbolizam o reconhecimento dos avanços alcançados pelos governos no combate ativo das mudanças climáticas e dão transparência às iniciativas dos municípios no âmbito do Pacto.

Na América Latina, o Pacto Global de  Prefeitos Pelo Clima e a Energia já alcançou mais de 500 cidades signatárias. A comunidade global de governos locais já conta com mais de 11 mil cidades em seis continentes, representando mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo. A rede mundial assume um compromisso com uma ambiciosa ação para dar uma resposta histórica e poderosa às mudanças climáticas.

 

Return to top of page