Skip links

Realizada primeira reunião do ano do Fórum de Coordenadores Nacionais do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia

Dando continuidade aos trabalhos realizados ao longo de 2020, os membros do Fórum de Coordenadores do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia (GCoM) América Latina se reuniram à distância na manhã desta quarta-feira, 9 de setembro, para dar início ao processo de elaboração das estratégias nacionais em cada país, durante a nova fase de implementação do Pacto na região.

No âmbito do processo de elaboração das estratégias nacionais do Pacto de Prefeitos em cada país, o encontro conseguiu partilhar as prioridades, desafios e oportunidades desta nova fase de apoio.

Elise Abbes Castillo, especialista do Pacto para a América Latina, apresentou a nova proposta estruturante de governança na região. Castillo destacou que a proposta deve ser adaptada à realidade de cada país, sendo um dos principais objetivos ampliar a representatividade dos governos locais na estrutura de governança e contribuir para o esclarecimento das funções e responsabilidades de cada instituição.

Dentro da nova estrutura, uma novidade também foi sugerida: a proposta de construir um Fórum de Prefeitos Embaixadores, processo em que cada país deve identificar prefeitas e prefeitos para representá-los nos diálogos em nível regional e global.

Jordan Harris, Coordenador do Projeto de Apoio às Américas do GCoM, apresentou orientação para uma nova abordagem para o desenvolvimento de estratégias nacionais. Durante a sua apresentação, detalhou os pontos mais importantes das estratégias, apresentou as principais linhas de ação do GCoM e as etapas para a elaboração do documento de cada estratégia nacional.

 Os Coordenadores Nacionais tiveram a oportunidade de colocar questões e contribuir para o diálogo. Além disso, também participaram de uma pesquisa na qual apontaram como prioridades de apoio o acesso a financiamento para ações climáticas, o apoio técnico para a implementação das etapas previstas no Pacto Global de Prefeitos e a capacitação de autoridades e gestores locais.

Em relação aos desafios enfrentados durante o processo de elaboração de suas estratégias nacionais, os Coordenadores Nacionais citaram a falta de capacidade técnica e de financiamento como pontos centrais. As atividades regionais identificadas como centrais para otimizar o uso de recursos incluem, entre outras, reuniões, fóruns e webinars para treinamento e intercâmbio de conhecimentos.

Return to top of page