Skip links

Escolas de Verão da Associação Chilena de Municípios propõem pensar o país a partir das cidades

A Assessora Técnica do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia (GCoM) Américas, Belén Jiménez Camacho, participou das Escolas de Verão de Viña del Mar 2023, uma iniciativa da Associação Chilena de Municípios (AChM), presidida pela prefeita de Peñalolén, Carolina Leitao, no âmbito da Estratégia Nacional do Chile e apoiada pela União Europeia no Chile. 

As Escolas de Verão 2023, “Pensando o país desde os municípios”, pretende preparar as prefeituras para serem agentes do desenvolvimento em suas comunidades. As cinco Escolas aconteceram entre os dias 17 a 20 de janeiro.

No dia 18 de janeiro pela manhã, Belém participou do painel sobre “Redes e alianças – Espaços globais de aprendizagem, visibilidade e trabalho colaborativo”, com diálogos sobre a importância do trabalho em rede entre cidades e governos locais e como redes como o GCoM podem ampliar a voz dos territórios frente o cenário internacional e a favor da ação climática. 

Neste sentido, Belén declarou que o GCoM Américas, financiado pela União Europeia, coloca os territórios no centro da ação climática. Por isso, os governos locais comprometidos com o GCoM são agentes de mudança e constituem uma comunidade global comprometida e alinhada com os principais acordos internacionais sobre a pauta climática e o acesso à energia limpa. A diplomacia local e o trabalho em rede são fundamentais para concretizar a ação das cidades e governos locais. Este trabalho em rede se traduziu, por exemplo, na formação do Fórum de Prefeitos e Prefeitas da América Latina constituído no ano passado em Buenos Aires, assim como o comunicado dos governos locais na COP 27. 

Municípios do GCoM tiveram espaço próprio

À tarde, aconteceu o workshop: “O Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia. Boas práticas de municípios aderentes à iniciativa”, um painel próprio para apresentar a iniciativa, bem como as boas práticas de municípios membros do Pacto.

O evento contou com a participação do prefeito de Independencia, Gonzalo Durán Baronti, que destacou o benefício do trabalho em rede proporcionado pelo GCoM e de aproveitar os espaços e redes regionais que ampliaram a voz dos governos locais. Além disso, insistiu nos benefícios técnicos que o GCoM pode trazer aos municípios, já que o projeto acompanha tecnicamente as prefeituras para trabalhar em seus planos de ação climática.  

Para aprofundar as conversas sobre o conhecimento técnico e o intercâmbio de boas práticas participaram os assessores técnicos das prefeituras. María Isabel Pérez representou o município de Independência; Patricio Figueroa, a prefeitura de Temuco; e Luis Tejero Encinas, participou de maneira virtual da Direção-Geral de sustentabilidade e Controle Ambiental da prefeitura de Madri (Espanha). A moderação foi de Caroll Owen Atala, do município de Peñalolén.

Adaptação ao clima e financiamento no centro do debate do último dia 

No dia 20, último dia das Escolas de Verão, a Prefeita de Vitacura, Camila Merino Catalán, município membro do GCoM desde 2018, participou do painel “O desafio da adaptação. Gestão da água”. Vitacura conta com a medalha de adaptação no sistema de reconhecimento do GCoM.

O painel “Oportunidades de financiamento e apoio técnico” contou com a participação da assessora técnica do GCoM Américas, Belén Jiménez. Neste espaço foi exposto o trabalho do GCoM em matéria de oportunidades de apoio técnico e acesso a financiamento para os territórios, principalmente através da iniciativa “Cidades Emblemáticas”, que inclui as cidades de Santiago, Independencia e Peñalolén. Além disso, no âmbito da Estratégia Nacional no Chile existem atividades de formulação de projetos potencialmente financiáveis para os municípios.

Rodrigo Arias, Coordenador de Assuntos Internacionais da Associação Chilena de Municípios (AChM), deu lugar ao fechamento das Escolas de Verão de Viña del Mar 2023 com o convite a continuar trabalhando em redes como o Gcom Américas e destacou que os municípios podem avançar em sua ação climática através de espaços de colaboração regional em matéria municipalista.

Return to top of page