Skip links

Cidades latino-americanas debatem soluções baseadas na natureza em painel da COP 27

As cidades de Peñalolén e Independência (Chile) e Palmas (Brasil), signatárias do Pacto Global de Prefeitos pelo Clima e a Energia (GCoM), participaram, na quinta-feira (17), do painel de discussão “Soluções baseadas na natureza e estratégias de desenvolvimento circular para enfrentar a emergência climática na América Latina”.

O evento, organizado pelo ICLEI América do Sul, aconteceu na COP 27 e tratou dos impactos dos desastres naturais e epidemias nas cidades, além das consequências das mudanças climáticas. Foram apresentadas possibilidades para evitar o uso intensivo de recursos, priorizando soluções baseadas na natureza. 

A prefeita de Peñalolén (Chile), Carolina Leitao, que também é membro do Fórum de Prefeitos do Pacto, abordou temas como resíduos sólidos, eficiência energética e educação ambiental. O ponto destacado pela prefeita foi o manejo da crise hídrica e o plano local da cidade para enfrentá-la. Por meio de aporte econômico, ações institucionais e plano de ação com a comunidade, foram estabelecidas metas para este ano. 

Carolina tratou da importância de iniciativas econômicas para as famílias que precisam pagar a conta de água, que é privatizada, e de soluções para a economia do recurso, tais como reaproveitar água da chuva. Segundo a prefeita, todos têm responsabilidades para evitar o gasto de água e é necessário conscientizar a população sobre a escassez de água e mostrar como a população utiliza o recurso em ações simples como um banho ou na prática de esportes. 

Gonzalo Durán, prefeito da cidade de Independência (Chile), destacou que o município tem a menor quantidade de área verde por habitante do país e que mais de 40% da população é migrante. Ele pediu melhorias no acesso ao financiamento para as ações climáticas e destacou a participação ativa da comunidade por meio da educação ambiental. Durán afirma que as ações feitas pela cidade são articuladas em um plano maior e cita como exemplo a troca de toda a frota de veículos municipais por modelos elétricos visando diminuir a emissão de gases de efeito estufa. 

Outro projeto destacado pelo prefeito chileno foi a reposição das espécies nativas por meio do crescimento acelerado de ecossistemas.  Ao melhorar as condições para o crescimento das espécies, otimizadas com pouca utilização de água, as espécies crescem mais rápido do que cresceriam normalmente.

A prefeita de Palmas (Brasil), Cinthia Ribeiro, destacou a importância da participação de toda a sociedade nos projetos de sustentabilidade. Ela ressaltou  que, a partir de 1º de dezembro, todas as escolas e creches da cidade serão autossuficientes em energia com o uso da energia fotovoltaica. A troca da matriz energética também abrange os prédios públicos, tais como a prefeitura da cidade, abastecida por energia solar.  

Palmas recebe mentoria internacional no projeto Recicla Palmas — há ecopontos espalhados pela cidade com distância máxima de um quilômetro. Sobre a nova política de resíduos sólidos, a prefeita destaca que o aterro sanitário do município é modelo para o país, pois há destinação segura dos resíduos e a possibilidade de transformar e vender os resíduos em energia por meio de uma usina de biogás no aterro sanitário. 

Cinthia Ribeiro tratou ainda da regularização fundiária e da importância de projetos pensados de uma forma sustentável. Ao exemplificar um projeto-piloto executado na cidade, explicou que a agricultura familiar deve e pode funcionar muito bem de forma sustentável, com recorte de gênero favorecendo as mulheres e pessoas de baixa renda.

A 27ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP 27) aconteceu entre os dias 6 e 18 de novembro de 2022, em Sharm El Sheikh (Egito).

Declaração do Fórum de Prefeitos do Pacto na América Latina foi apresentada

Durante o evento também foi apresentada a Declaração do Fórum de Prefeitos, em nome da comunidade do Pacto na América Latina. O documento reúne mensagens-chave das cidades latino-americanas direcionadas aos tomadores de decisões presentes na COP27. 

O prefeito de Independencia, Chile, Gonzalo Durán, representou o Fórum de Prefeitos do Pacto na ocasião e apresentou os pontos principais da Declaração à comunidade presente na COP27. Os membros do Fórum de Prefeitos se reuniram na Argentina em outubro e elaboraram esta declaração para mostrar a visão dos governos locais sobre as questões climáticas na região. O documento clama pelo fortalecimento da capacidade de adaptação à mudança climática, já que os municípios da região sofrem com os efeitos cada vez mais devastadores de eventos climáticos extremos; e pela melhoria no acesso ao financiamento climático, já que sem esse apoio financeiro os municípios enfrentarão dificuldades para atingir totalmente seu potencial de mitigação e adaptação. 

Para Duran, “a ação multinível é essencial para combater a emergência climática que enfrentamos, para a qual a inclusão dos governos locais é fundamental, porque é aqui que os planos de ação climática nacionais são desenvolvidos e implementados. Agradeço pela oportunidade de contribuir para esta declaração”.

Leia a declaração completa: https://pactodealcaldes-la.org/pt-br/cop27-declaracao-do-forum-de-prefeitos-da-america-latina-destaca-as-prioridades-para-a-regiao/

 

Return to top of page